Como a escolha do viveiro pode influenciar na qualidade das mudas

Quando falamos de investir no plantio de madeiras nobres é preciso levar em conta alguns outros fatores, além da escolha entre mudas clonais e seminais. É importante optar por um fornecedor que tenha um controle de qualidade rigoroso e um cuidado especial com as plantas.

Aqui, no Viveiro Origem, por exemplo, não vendemos sementes. Trabalhamos com foco nas melhores mudas clonais e seminais do mogno africano. Entenda, neste artigo, como funciona cada etapa de preparação das nossas mudas!

1. Fazemos a escolha das melhores sementes e matrizes


Selecionamos os melhores produtores de sementes com plantios consolidados e critérios de coleta de sementes estabelecidos. As matrizes que compõem os jardins clonais do Viveiro Origem passam por uma seleção criteriosa de mudas com características superiores para que possamos proporcionar melhor produtividade e qualidade nas florestas plantadas, o que já vem sendo comprovado por meio dos plantios de nossos clientes espalhados por todo o Brasil. Temos investido, pesadamente, na propagação e seleção genética de nossas matrizes.


2.      As mudas passam por um período de adaptação.


Depois de saírem das estufas, as mudas clonais passam por um período de crescimento e adaptação em áreas cobertas por sombrites. Antes de irem para os clientes, tanto as mudas clonais quanto as mudas seminais passam por um período final chamado de rustificação, para que estejam aptas ao plantio. Nesta fase, também é feita uma seleção com base em um rigoroso controle de qualidade.


3.      Cuidamos para que o transporte não danifique as plantas.


Temos um veículo próprio e adaptado para o transporte das mudas até o local de plantio. Garantimos, assim, a qualidade das plantas no momento da entrega. Fazemos entregas para todo o Brasil com valores bastante competitivos.

VÍDEO: Como plantar uma muda de mogno africano?


O viveiro Mudas Origem é especializado em mudas clonais da espécie Khaya grandifoliola e integrante da Associação Brasileira dos Produtores de Mogno Africano (ABPMA). Conheça a nossa história!